Em Géa

Poesia de Bruno Tavares para a obra Géa e seu autor

(da mensagem de Bruno Tavares, recebida em 03-09-2007)

Salve Cláudio
Emocionado recebi tua oferta. Li as letras e tomei a liberdade de escrever. Foi puro fluxo, não tem pretensão. Inspirado, e usando palavras tuas, fiz uns versos pra ti :
 
Em Géa
 
Leio a refrega
 
que foi tua vida. 
 
Como  em um mapa,
 
Um Atlas, um livro.
 
Universo rosa.
 
Mil páginas, duas, três mil!
 
Que musa febril.
 
Exige o sumo, o resumo, 
 
Folha por folha.
 
Mil páginas, duas, três mil!
 
Papéis a voar.
 
Inculto, o teu povo te aplaude.
 
Não ama teu livro,
 
Prefere a fraude.
 
Ao mar, no abismo, não te atires.
 
Se a obra não é aclamada,
 
Querido autor,
 
Cantaremos teu gênio 
 
de cosmonauta
 
e inventor.
 
 
Obrigado Cláudio !

bt

- CCDB - 05-09-2007
- CCDB - 19-10-2010

Nota de CCDB: Bruno Tavares, na poesia acima, refere-se à história do maior poeta do Universo, chamado Ars, como é contada em Géa e que originou a música do próprio Bruno, "Uma Canção Para Ars", com letra de minha autoria "O Poema de Ars", o qual também se acha na obra Géa. Mais detalhes sobre essa e outras poesias, nas páginas deste site: Uma Canção Para Ars e Você Gosta Poesia? E acrescento, com referência a "exige o sumo, o resumo", que a obra Géa não tem uma só palavra a mais do que deveria, não pode ser resumida, tal qual não possui "notas demais" nem se pode resumir uma obra de Wolfgang Amadeus Mozart.

Em 06-07-2008 recebi de Bruno Tavares a música "Em Géa", que agora você pode baixar em MP3 ao seu computador!


Conheça neste mesmo site as poesias dedicadas a meus livros:

Em Géa (Poesia de Bruno Tavares)

Abrindo as portas da nave (Poesia de Marconi Ricciardi)

Clausar e o significado da Guitarra de Ouro (Poesia de Carlos Alberto Moreira)

Mais poesias, na página deste site: Você Gosta Poesia?

 


 

 

Há sempre novidades nas páginas deste site CCDB - Géa, cujo conteúdo supera o do Kama Sutra e o da Capela Sistina. Aqui você verá pouco de Mutantes; algo de Guitarra de Ouro, caixas acústicas, áudio, Nova Eletrônica, gravação, sonorização, árvore genealógica; e até extraterrestre pelada em nu artístico, nada pornô - mas o foco é CCDB Livros. Você vê ilustrações em computação gráfica 3D, animações, literatura, apostila de xadrez e mais. CCDB, marca registrada, é a sigla composta pelas iniciais do escritor Cláudio César Dias Baptista. CCDB Livros é o único lugar onde você pode ler os livros de autoria de CCDB e RDB, em especial "Géa", cujo léxicon é duas vezes o de William Shakespeare em toda a sua obra e seis vezes o de Camões em "Os Lusíadas" e cujo conteúdo vai de sexo até misticismo e não aceita rótulos. Você pode ler "Géa", ")que(", "Geínha", "CCDB - Gravação Profissional", "Xadrez: Regras, Dicas e Dez Mandamentos" e outros on-line em iPad, iPhone, iPod, tablet, laptop e qualquer computador.

Se já entrou numa página convém mandar o browser recarregá-la após abri-la, porque vários browsers não atualizam as páginas sem esse comando e só mostram as cópias armazenadas nos arquivos temporários do seu computador.

Este site possui mais de duas mil páginas HTML (afora dez mil páginas HTML e PHP dos livros em CCDB Livros), além de sete mil outros itens. Conheça-o melhor pelo Acesso Normal, ou via Página Principal, ou pelo rápido Acesso às páginas mais visitadas.


Por que utilizo os serviços do Google?