RELEVÂNCIA DA GUITARRA DE OURO

A Guitarra de Ouro é conhecida pelo povo, os músicos e os fabricantes de instrumentos musicais brasileiros e estrangeiros. Ela aparece em inúmeras reportagens de jornais e revistas importantes, bem como em fotografias durante a ação dos Mutantes nos palcos, mundo afora, inclusive no Olympia de Paris.

Clique na foto ao lado e ela se abrirá numa página separada em alta resolução - a foto é de minha autoria e inédita: só existe aqui neste site. A Guitarra de Ouro nas mãos de meu irmão Arnaldo Baptista é a que criei para Raphael Vilardi. A Guitarra de Ouro nas mãos de meu irmão Sérgio Dias é a que se tornou lendária, a mesma que contém a Maldição.

Nas páginas dos links abaixo você achará material para iniciar a sua pesquisa sobre a relevância da Guitarra de Ouro e, se desejar, ampliar a página da Pt Wiki sobre esse Instrumento.

Aliás, relevância das Guitarras de Ouro, pois manufaturei trinta e um Instrumentos desse tipo, além de Contrabaixos de Ouro e Guitarras-baixo de Ouro, sob a marca “Regvlvs”, de minha propriedade na década de 1960 e vendida por mim a meu amigo e co-produtor de equipamento de áudio e instrumentos musicais Pier Angelo Cerfoglia.

As Guitarras de Ouro seriam manufaturadas por nós e exportadas para o mundo todo. Porém, esse amigo sofreu um acidente que lhe esmagou os dedos da mão direita, e isso o impossibilitou de continuar com nosso plano de manufatura e exportação.

Guitarra de Ouro já é artigo de exportação - reportagem de página inteira na Folha de São Paulo, de 09 de junho de 1969, exclusiva sobre esse Instrumento - só essa matéria já basta para lhe confirmar a relevância.

Clique na foto ao lado e ela se abrirá numa página separada em alta resolução. Nessa reportagem as fotos de no alto da página são da Guitarra-baixo de Ouro, que manufaturei para meu irmão Arnaldo Baptista.

Na reportagem, você poderá ler ambos os textos que gravei na placa de ouro, detrás do Instrumento criado por mim para meu irmão Sérgio Dias, cuja foto da parte posterior e da abertura sobre a qual se acha a placa está na parte inferior da página.

Um dos textos que a reportagem reproduz é o da Invocação; o outro, o da Maldição. Esses textos estão riscados por mim com caneta esferográfica e há uma nota de minha autoria que anula essa Maldição - embora eu não creia em maldições nem em espíritos malignos, como está contado na página da Pt Wiki e tenha gravado esses textos para promover o conjunto criado por Raphael Vilardi e por mim: Os Mutantes. Até hoje a promoção continua funcionando muito bem e os atacantes vêm se dando mal, como se a Maldição funcionasse...

Guitarra de Ouro

Guitarra de Ouro no Olympia de Paris

Guitarra de Ouro no Zod

CCDB toca no festival de MPB com os outros Mutantes e Gilberto Gil - “mov” produzido pela BOSSANOVAFILMS

Guitarra de Ouro no Prospecto História de Uma Grande Marca - Parte I (13.96MB - ver página 11 em diante, em vários títulos, com citações de reportagens importantes exclusivas sobre esse Instrumento) - a Parte II desse Prospecto você acha na página Cantinho dos Prospectos e Manuais

Guitarras CCDB

Na Enciclopédia Mirador Internacional e em inúmeras outras fontes você descobrirá a foto da capa do LP “Tropicália ou Panis et Circences”. Na foto da capa desse disco histórico acha-se, nas mãos de meu irmão Sérgio Dias, a Guitarra de Ouro Regvlvs Raphael - a mesma da Maldição.

 

MAIS SOBRE AS GUITARRAS DE OURO NA PÁGINA “GUITARRA DE OURO NA PT WIKIPÉDIA” - inclusive fotografias e informações inéditas.

Há sempre novidades nas páginas deste site CCDB - Géa, cujo conteúdo supera o do Kama Sutra e o da Capela Sistina. Aqui você verá pouco de Mutantes; algo de Guitarra de Ouro, caixas acústicas, áudio, Nova Eletrônica, gravação, sonorização, árvore genealógica; e até extraterrestre pelada em nu artístico, nada pornô - mas o foco é CCDB Livros. Você vê ilustrações em computação gráfica 3D, animações, literatura, apostila de xadrez e mais. CCDB, marca registrada, é a sigla composta pelas iniciais do escritor Cláudio César Dias Baptista. CCDB Livros é o único lugar onde você pode ler os livros de autoria de CCDB e RDB, em especial "Géa", cujo léxicon é duas vezes o de William Shakespeare em toda a sua obra e seis vezes o de Camões em "Os Lusíadas" e cujo conteúdo vai de sexo até misticismo e não aceita rótulos. Você pode ler "Géa", ")que(", "Geínha", "CCDB - Gravação Profissional", "Xadrez: Regras, Dicas e Dez Mandamentos" e outros on-line em iPad, iPhone, iPod, tablet, laptop e qualquer computador.

Se já entrou numa página convém mandar o browser recarregá-la após abri-la, porque vários browsers não atualizam as páginas sem esse comando e só mostram as cópias armazenadas nos arquivos temporários do seu computador.

Este site possui mais de duas mil páginas HTML (afora dez mil páginas HTML e PHP dos livros em CCDB Livros), além de sete mil outros itens. Conheça-o melhor pelo Acesso Normal, ou via Página Principal, ou pelo rápido Acesso às páginas mais visitadas.


Por que utilizo os serviços do Google?