REPORTAGENS!- sobre a única obra literária, em todos os tempos, que já faz sucesso* antes mesmo de ser publicada**!

Esta página é Primeira Página em pesquisa do Google!

* Sucesso não apenas pelas reportagens, mas pela tremenda visitação e aprovação e valorização deste site!

**Antes de ser publicada em papel impresso, porquanto, para leitura on-line, está publicada e sendo muito lida aqui mesmo neste site, seção CCDB Livros!

Aproveitem esse sucesso, editores!!! Lancem os meus livros em papel impresso!!!

Links para as reportagens mais visitadas neste site - salvante informação em contrário, os links são para páginas deste site; dentro delas há links para os sites das reportagens originais; a ordem destes destaques é a de significação para o meu trabalho de escritor - mais significativas no alto:

VIOLETA BLUMBERG - texto magnífico sobre a obra de Cláudio César Dias Baptista - CCDB

Reportagem de Bruno Torturra Nogueira na Revista Trip número 155, Ano 20, Maio 2007, www.trip.com.br

Reportagem de Bruno Torturra Nogueira no Blog Fudeus, em 04-06-2007, sobre sua própria reportagem na revista Trip - Excelente! Vale a pena ler!

Reportagem de Bernardo Esteves na revista piauí - E minha resposta que vale a pena ler! - maio de 2011

Reportagem de Carlos de Oliveira no ESTADÃO - E minha resposta que vale a pena ler! - 16 de Outubro de 2014

Reportagem de Pepe Chaves no Via Fanzine - “A Maldição da Guitarra de Ouro” - agosto de 2014

Reportagem de Marcos Toledo no Jornal do Commércio de Recife de 26-02-2007 - com repercussão em Hollywood

Entrevista para um free-lance tão livre que sumiu! - 15-06-2010

Publicação de TRUBIAN no Facebook sobre o Turbo-Compressor Bi-1000 - muito visitada neste site e no Facebook (2014)

CCDB toca no festival de MPB com os outros Mutantes e Gilberto Gil - “mov” produzido pela BOSSANOVAFILMS



Links para todas as reportagens neste site (e em sites de terceiros, quando informado) que mencionam o meu trabalho como escritor, mais recentes embaixo:

Reportagem de Marcos Toledo no Jornal do Commércio de Recife de 26-02-2007 - COM REPERCUSSÃO ATÉ MESMO EM HOLLYWOOD!

Reportagem de Bruno Torturra Nogueira na Revista Trip número 155, Ano 20, Maio 2007, www.trip.com.br

Reportagem de Bruno Torturra Nogueira no Blog Fudeus, em 04-06-2007, sobre sua própria reportagem na revista Trip

Reportagem de Marcos Bragatto para a Revista Bizz em julho de 2007

Reportagem de Georgia Haddad Nicolau no Jornal da Tarde, Caderno Variedades, Seção Perfil, em 31-08-2007

Tropicalismo; We, Mutantes; outros Ismos e Géa, em 26-12-2007 - reportagem de CCDB exclusiva deste site www.ccdb.gea.nom.br sobre sua relação com tropicalismo; outros ismos; o livro de sua autoria "We, Mutantes"; a obra Géa - e uma "carta profética" escrita para Sérgio Dias (Baptista).

Reportagem de Marcos Bragatto para o site Rock em Geral em 14 de fevereiro de 2008 - TAMBÉM COM REPERCUSSÃO EM HOLLYWOOD!

Artigo sobre CCDB Livros, publicado no Jornal Últimas Notícias - o Portal de Notícias do Nova Imprensa (de Formiga - MG) em 23-07-2009

Artigo sobre CCDB Livros, publicado no Portal Jacarezinho na Net - que logo será o maior do Paraná e quem sabe o maior do Brasil - 14-08-2009

Artigo de Fabíola Cunha sobre CCDB Livros, publicado no Jornal Cidade, de Rio Claro, em 30-09-2009

Entrevista para um free-lance tão livre que sumiu - 15-06-2010

Reportagem de Amauri "Gonzo" Jr. na revista Vice PARTE I - 28-06-2010

Reportagem de Amauri "Gonzo" Jr. na revista Vice - PARTE II - 12-07-2010

Reportagem de Bernardo Esteves na revista piauí - maio de 2011

CCDB toca no festival de MPB com os outros Mutantes e Gilberto Gil - “mov” produzido pela BOSSANOVAFILMS

Reportagem de Pepe Chaves no Via Fanzine “A Maldição da Guitarra de Ouro” - agosto de 2014

Publicação de TRUBIAN no Facebook sobre o Turbo-Compressor Bi-1000 - muito visitada neste site e no Facebook.

Reportagem de Carlos de Oliveira no ESTADÃO - E minha resposta que vale a pena ler! - 16 de Outubro de 2014

VIOLETA BLUMBERG - texto magnífico sobre a obra de Cláudio César Dias Baptista - CCDB

LINKS INSERIDOS PELO PROFESSOR JÚLIO MARTINS NO GOOGLE DOCS.


A Face Oculta dos Mutantes

Um Luthier de áudio

Música & tecnologia - ed. 28 [1991] - Matéria de capa

Fotos do livro "CCDB - Gravação Profissional" com menções a Géa e comprovação da origem da obra ser anterior a 1987

 

MAIS LINKS sobre Matérias Externas a este site e

CENSURA e DESINFORMAÇÃO CONTRA A PESSOA E O TRABALHO DE CCDB VEJA EM:

LINKS PARA AS PÁGINAS MAIS VISITADAS, EM ESPECIAL SOB O TÍTULO QUE CONTÉM A PALAVRA "CENSURA"

 

 


Você pode ler muitas outras reportagens sobre o meu trabalho como artesão e com os Mutantes, nos prospectos História de Uma Grande Marca, partes I e II, que encontrará na página Cantinho dos Prospectos e Manuais.

Poderá também ver a fotografia publicada em importante jornal com reportagem de mais de uma página inteira com a imagem uma Guitarra-baixo de Ouro que manufaturei, na página Pequena História de uma Grande Marca.

Existem numerosos livros (como por exemplo "A Divina Comédia dos Mutantes", de Carlos Calado) e outros trabalhos que mencionam o meu trabalho e que não têm páginas de referência neste site.

Meus livros são os únicos que fazem sucesso antes mesmo de serem publicados em papel impresso! Para leitura on-line já estão publicados aqui mesmo neste site, seção CCDB Livros - a leitura on-line produzirá extrema sinergia e estimulará a leitura em livros impressos - aproveite e contrate-os, editor! - CCDB



Convido os jornalistas e produtores de quaisquer mídias a me entrevistarem sobre o meu trabalho como escritor!

Para que eu lhes conceda entrevista(s) devem, por gentileza, aceitar esta condição: a parte mais significativa e maior (em tamanho de texto e número e dimensão de imagens) deve ser a que verse sobre o meu trabalho como escritor, mencionando o endereço deste site e os nomes de todos os meus livros.

Somente sob essa condição falarei também sobre o meu trabalho artesanal, os Mutantes ou qualquer outro tema.

Sres. jornalistas ou repórteres, por favor, antes de me entrevistarem assegurem-se com o editor responsável pela matéria de que esta não sofrerá cortes ou modificações que a desequilibrem e fujam às condições citadas logo acima.

Para evitarem-se discrepâncias ou mesmo erros, sugiro (mas não exijo) aos jornalistas e membros de quaisquer mídias o envio a mim de uma cópia da matéria para rever e opinar, antes de sua publicação. Eu não cobro cachê para conceder entrevistas à imprensa e à televisão.

CINEASTAS

No caso de cineastas, aviso que, sendo sua mídia bastante rica em recursos financeiros, eu cobrarei para conceder entrevistas e autorizar a publicação de filmes sobre minha pessoa e meu trabalho.

Contatem-me!!!

Primeira publicação desta página - CCDB 17-03-2007

Esta página foi e continua sendo atualizada constantemente, com links para novas reportagens e novos dados.
- CCDB - 21-07-2009; CCDB - 07-05-2011; CCDB - 05-04-2012; CCDB - 03-10-2013; CCDB - 16-08-2014


PROPOSTA A EDITORAS DE JORNAIS E REVISTAS

Venho ofertando meus livros a quaisquer mídias que os queiram publicar, e isso inclui não apenas a publicação de livros convencionais impressos, mas também a hipótese da publicação em jornais, revistas, revistas em quadrinhos, encartes, fascículos, CDs, multimídia, arquivos para serem lidos em e-books, videojogos, cinema, desenhos animados, álbuns de figurinhas, brinquedos, subprodutos, vestuário, televisão, teatro, bailados de companhias de danças, poesia, músicas, traduções para outros idiomas, versões faladas para deficientes visuais  - enfim, tudo quanto se possa lembrar ou inventar.

Aqui entra a proposta.

 
Que tal a editora de jornal ou revista publicar meus livros, da maneira que se lhe viabilize? por exemplo, da mesma forma pela qual várias obras de autores novos, hoje perenes, começaram: página a página, ou páginas a páginas; talvez capítulo a capítulo; numa série contínua e ininterrupta, té o final.
 
CD(s) que acompanhasse(m) a publicação seriam bem-vindos! Por exemplo, um CD com o Livro Treze, que contém o Glossário Geóctone (com os termos alienígenas, os não-viciosos neologismos) e o Rarefeito Dicionário de Palavras Raras, o qual mostra e discute os termos da nossa língua, na aplicação e acepção que lhes dei no texto de "Géa". O CD ou DVD poderia também conter os próprios livros em arquivos Portable Document Format (PDF), animações, etc.. O dicionário poderia ser transformado, por técnicos da editora, em programa ativo, que abrisse tal como o "Aurélio Eletrônico", a partir de qualquer palavra de qualquer texto, sem necessidade de links nos livros da obra, que lhes sobrecarregariam os arquivos PDF.
 
Não apenas "Géa", mas também "Geínha", o livro chamado ")que(" e o livro técnico "CCDB - Gravação Profissional" (este em co-autoria com meu filho Rafael Borges Dias Baptista); todos poderiam ser assim publicados, se houver algum meio cabível, ou para isso for planejado, organizado, dirigido e controlado pela editora do jornal ou da revista.
 
Embora eu faça inúmeras sugestões - nunca exigências! sobre o contrato para a publicação dos meus livros na página "Requisitos Contratuais" deste site, seria muito fácil contratar a publicação comigo, bastando apenas seguir os seguintes requisitos essenciais, sobre os quais costumo falar nas entrevistas, requisitos estes que estão completamente definidos na página "O objetivo deste site", página essa que supera qualquer disposição insuficiente ou em contrário porventura encontrada nesta página das reportagens ou em todo este site.

Eis os requisitos essenciais (resumidos), que devem ser lidos melhor na página O objetivo deste site, onde os autores são CCDB e RDB: 

  1. Publicação integral da(s) obra(s) contratada(s).
  2. Prazo de publicação integral definido em contrato.
  3. Restrição do contrato à(s) mídia(s) e à(s) região(ões) - estados, países, idiomas - da publicação, estando as outras mídias, regiões e idiomas liberados para que o(s) autor(es) contrate(m) com outras empresas sua publicação
  4. Preservação do direito dos autores para a publicação de partes ou da íntegra de seus livros neste site ou noutro site qualquer.
  5. A editora não pode retirar do seu meio de publicação (o ar, a revista, o livro, o jornal, etc.) o(s) livro(s), sem que essa retirada seja precedida de uma recisão de contrato.
Não exijo pagamento adiantado (mas seria ótimo...), aceitarei as porcentagens de praxe. Dou preferência à editora na publicação de meus outros livros já escritos. Reservo-me a liberdade de escrever novos livros com as mesmas personagens, ou matéria de teor semelhante (no caso do livro técnico, que abrange o áudio inteiro - e, não, apenas a gravação profissional), todavia jamais farei um auto-plágio ou escreverei obra a qual detraia as outras, de minha autoria, que a editora venha a publicar. Serei cordato no relacionamento coa editora. Sou absolutamente honesto. Fui editor - conheço as dificuldades de uma editora, seja pequena, seja grande a sua empresa.
 
Imagino que (tal como aquelas obras, hoje perenes, a princípio seriadas em páginas de jornais e mais tarde publicadas em livros impressos devido à boa aceitação ou à aclamação) haveria interesse de muitos Leitores e Leitoras pela publicação dos meus livros, se a editora do jornal ou da revista os lançasse como aqui proponho. E há imenso interesse didático, pois principalmente "Géa" é largo manancial para o ensino da língua portuguesa - que professores adorariam e alunos não detestariam...
 
A obra "Geínha", que rotulo de "infanto-juvenil", seria lida com grande prazer por adultos, pois os alcança, sem se tornar difícil às crianças. Perduraria, ao lado do "Sítio do Pica-pau Amarelo" de Lobato, em tantas mídias quantas este e muito além - está na hora de aparecer algo assim em nosso país!
 
O livro chamado ")que(" tem tudo (PDF 54KB) para ser um best-seller, e apenas trezentas e uma páginas. Abriria as portas aos outros livros meus, caso fosse lançado primeiro. Custaria bem menos à editora. Serviria de teste do autor perante o público. Porém isso não é sugestão, já que uma editora com vontade e fôlego poderia lançar os livros na seqüência em que foram escritos: "Géa", ")que(", "Geínha" - e o "CCDB - Gravação Profissional" à parte, em qualquer ponto da seqüência, por ser livro técnico.
 
A publicação de meus livros, no caso de sair seriada numa das revistas da editora ou num jornal, não teria aquela necessidade de conservarmos o formato gráfico do texto original, que serve ele próprio qual meio de comunicação no caso da obra "Géa", onde o desenho gráfico do texto, em certas passagens, sugere o tema nele apresentado.
 

Quanto ao texto, só para "Géa" peço respeito integral, sem acréscimos, cortes ou correções. As outras obras minhas (e aquela com o meu filho) podem ser cortadas ou modificadas pela editora, cujas sugestões ambos tendemos a aceitar, desde que as modificações nos sejam apresentadas antes de efetuadas.

Forneço em arquivos PDF, apenas em CD ou DVD, para serem lidos no Adobe Acrobat Reader versão 5.0 ou superior (ou impressos pela própria editora para que seus profissionais os analisem). Os livros serão enviados á editora com os textos integrais, nas versões "só texto" ou "ilustrada". Não tenho condições de fornecer os livros impressos em papel. Assinarei (com meu filho, se for o caso do livro de nossa co-autoria "CCDB - Gravação Profissional") um documento sobre a entrega em arquivos PDF dos livros à editora, se esta assim o exigir, já que os não posso fornecer impressos. Só forneço textos integrais, nunca excertos ou resumos, porquanto sou incapaz (a página "Resenha e público-alvo" é a prova disso) de resumir obras em que a retirada de uma só palavra lhes subtrairia a alma. Este site é, entanto, inteirinho, a minha melhor tentativa de apresentar um resumo dessas obras, e convido o editor a estudá-lo cabal e profundamente.

CCDB Livros ®

CCDB, RDB e Dalgiza Borges têm o prazer e a honra de anunciarem: a seção deste site que se denomina de CCDB Livros ® está no ar. Dia a dia, com minha conexão discada (dial-up) e lenta, numa velocidade de dez megabytes por hora, subi livro por livro testei-o neste site - todos já se acham no servidor e CCDB Livros está lançada. Em CCDB Livros todo mundo pode ler on-line todos os livros de CCDB e RDB inteiros, obras completas. Com a subida dos livros o espaço ocupado no servidor por este site dobrou (mais uma vez...). Mais detalhes, veja na própria CCDB Livros! É importante destacar: o lançamento de CCDB Livros não volta atrás; esse lançamento NÃO MODIFICA o propósito de CCDB, RDB e Dalgiza Borges de TAMBÉM LANÇAREM OS LIVROS EM PAPEL IMPRESSO e convidarem os artistas para que produzam obras com base nesses livros! O objetivo deste site continua, pois, INALTERADO.

Que tal? Até agora, tudo em que me meti foi sempre enorme sucesso! Seria mais um desta vez! Eu (e meu filho, no caso do livro técnico) teria imenso prazer em trabalhar com a editora de revista ou jornal num projeto assim!

- CCDB

A foto de CCDB é um detalhe de foto maior, batida por Dalgiza Borges durante a aventura A Grávida e a Cobra.

Todas as reportagens reproduzidas neste sítio tiveram tal reprodução autorizada por seus autores e editores - CCDB


LISTA DOS MAIS SIGNIFICATIVOS CINEASTAS, JORNALISTAS, EDITORES E ESCRITORES QUE ME SOLICITARAM ENTREVISTAS, AS QUAIS SÓ FORAM CONCEDIDAS NAS CONDIÇÕES DESTA PÁGINA, OU NÃO O FORAM - inclui editor norte-americano de livros impressos - não inclui os inúmeros jornalistas que publicaram matéria sobre meu trabalho no áudio, a qual está parcialmente apresentada nos prospectos História de Uma Grande Marca - I e II, na página Cantinho dos Prospectos e Manuais. Inclui jornalistas que publicaram matéria enviada por mim a seus jornais, sobre CCDB Livros. Não inclui o livro "A Divina Comédia dos Mutantes", de Carlos Calado, no qual a maior parte das menções ao nome de alguém são sobre a minha pessoa. Em geral não inclui jornalistas que publicaram matéria à revelia, sem me consultarem - como é o caso de Carlos Oliveira (ESTADÃO) e o de Leo Nishihata, matéria "Cinco guitarras (e seus donos) que mudaram a história do rock", Edições Globo Condé-Nast, que despertou uma chuvarada de protestos pela GLOBODESINFORMAÇÃO ali contida até que colocassem a foto da verdadeira Guitarra de Ouro, único Instrumento brasileiro, único que aparecia com a foto errada, e corrigissem até certo ponto o texto sobre a minha pessoa e o meu trabalho.



JORNALISTAS DE TELEVISÃO

Fabiana Godoy - Produtora do Fantástico, Rede Globo. Solicitou-me entrevista para falar sobre valvulados e transistorizados, bem como sobre Mutantes. Não aceitei, dando-lhe as condições expostas nesta página. Não foi realizada a entrevista.

Ver Andrea Kurachi - TV Cultura e Helena Tahira - TV Globo, no subtítulo (abaixo, nesta página) "Cineastas Brasileiros".

JORNALISTAS E REPÓRTERES

Marcos Toledo - Jornal do Commércio (Recife) - entrevista concedida e publicada (com cópia neste site), pois seguiu o critério desta página.

Bruno Torturra - Jornalista, Revista Trip - reportagem publicada, pois seguiu as condições desta página.

Fernando de Almeida - Jornalista, Revista Trip - ligado à reportagem supracitada.

Georgia Haddad Nicolau - Jornalista, Jornal da Tarde - publicou reportagem, pois seguiu as condições apresentadas nesta página.

Bernardo Esteves - Repórter - Revista piauí - publicou reportagem, pois seguiu as condições apresentadas nesta página.

Sergio Martins - Jornalista, Revista Veja (editora Abril) - trocou comigo setenta e seis mensagens de e-mail, viajou dia 19-10-2009 com o fotógrafo Oscar Cabral até minha casa, entrevistou-me longamente sem gravar a conversação (fez apenas anotações), submeteu-me a pesada sessão fotográfica, solicitando-me o gentil fotógrafo que me vestisse de acordo com o padrão Veja (...), mas, embora o jornalista me dissesse que a matéria seria publicada, até hoje (05-05-2012) não o foi, sem que me explicasse o motivo. Curiosidade: quando Sergio Martins, Oscar Cabral e eu saímos de minha residência e eu os acompanhava até o portão para se irem, Sergio me chamou de lado para alguns metros de distância de Oscar e ficou olhando para minha cara, como se me quisesse dizer algo ou esperasse que eu me manifestasse. Eu nada lhe disse; ele pareceu desistir do que talvez quisesse me dizer... e nos despedimos.

Fabio Domingos Pagotto - Repórter - Diário de São Paulo - trocou comigo trinta mensagens; tendo me procurado por e-mail em 10-06-2011, solicitando entrevista a respeito de minhas realizações literárias, ao meu trabalho como artista plástico e à minha participação no grupo Os Mutantes como o "mutante oculto". Participou em minha defesa na "Guerra da English Wikipedia" e, ao descobrir que o problema crucial para produzir uma reportagem como a obra merece seria lê-la inteira, escreveu-me (e me autorizou a publicar aqui) este e-mail:

From: Fabio Domingos Pagotto - Redação - DIARIO
Sent: Tuesday, June 21, 2011 5:05 PM
To: 'Cláudio César Dias Baptista'
Subject: RES: Dê só uma olhada, hehehe...

Sr. Cláudio,

lamento a demora em responder, mas o volume de trabalho a que estive submetido foi avassalador, nos últimos dias. Fico muito triste em ver que o tolo que tirou os verbetes da Wikipedia teve sucesso em sua batalha mesquinha; mas não se preocupe, em breve ele será forçado a colocá-los de volta, porque tenho certeza de que a obra Géa e o senhor são merecedores disso. Quando ela for publicada certamente esse sujeito terá o desprazer de ver o verbete de volta em seu devido lugar e terá que engolir o orgulho imbecil que foi o móvel principal da verdadeira batalha que travou contra o senhor.

Decidi que seria mais racional e produtivo se eu lesse a obra antes de entrevistar o senhor. Já requisitei ao jornal os fundos necessários para a aquisição da permissão para ler Géa online. Peço, portanto, uma pausa para que eu possa me dedicar à leitura, nem que seja dos volumes iniciais.

No mais, se o senhor necessitar de algo mais de mim ou de algum esclarecimento extra, estou à disposição.

Muito obrigado por sua gentileza e atenção,

Fabio Pagotto
Repórter - Diário de S. Paulo
(11) 8272-5887
(11) 3235-7807

Aguardo, portanto, a leitura, a entrevista e a publicação da reportagem de Fabio.

Marcos Bragatto - Jornalista, Revista Bizz - entrevista concedida e reportagem publicada, pois se adequou às condições desta página. Mais uma reportagem publicada, agora em Rock em Geral.

Fernando Éboli - Jornalista de O Globo (Brasília) - apresentado por Mário Pacheco (ver, mais abaixo, em ESCRITORES) - queria publicar reportagem sobre mim e os Mutantes, mas não autorizei pois não se adequou às condições desta página.

Pepe Chaves - honrou-me em consultar e publicou várias matérias iluminadas no Via Fanzine.

Trubian - publicou boa matéria sobre o Turbo-Compressor Bi 1000 no Facebook. Como se trata de depoimento técnico sobre a reforma desse aparelho de minha manufatura, não haveria necessidade de consultar-me.

Daniel Camargos - Repórter do jornal O Estado de Minas - interessado em fazer matéria sobre Mutantes e incluir minha obra literária - aguardo nova manifestação sua.

Marcelo Soares - Jornalista - informou estar preparando uma reportagem para a revista Rock Life sobre Mutantes e queria entrevistar-me, o que não ocorreu, talvez porque o seu projeto não se adaptasse às condições apresentadas por mim nesta página. Há reprodução de mensagem sua na página Opiniões sobre Géa e Geínha.

Rafael Coimbra - Formado em jornalismo, de Belo Horizonte, interessado na página deste site, A Volta dos Atlantes, e em compor músicas para Géa. Não publicou reportagem.

Suzana Jardim - Fanzine PNOB - publicou matéria (não reproduzida neste site) sobre meus livros em seu fanzine.

Alex Costa - Zine Anomalia - interessado em publicar reportagem sobre minha obra e os Mutantes, mas não se adequou às condições desta página e não concedi entrevista.

Elaine Estevão, chefe de redação do Jornal Nova Imprensa (de Formiga - MG) - publicou matéria em 23-07-2009.

Fabíola Cunha - Jornal Cidade (de Rio Claro - SP) - publicou matéria em 30-09-2009 sobre CCDB, RDB e CCDB Livros.

Marcio Teixeira de Mello, Editor, Revista Áudio, Música & Tecnologia em Janeiro de 2014 escreveu a meu filho RDB solicitando contato comigo - e fiz esse contato. Marcio desejava publicar matéria a meu respeito na coluna "Áudio no Brasil" de sua revista, mas não se adequou às condições desta página e não concedi a entrevista. - CCDB 04-02-2014.

FREE-LANCE

Amauri "Gonzo" Jr. - sua matéria foi publicada na Revista Vice e a entrevista comigo você lê aqui.

CINEASTA NORTE-AMERICANO

Jeff McCarty - Cineasta Hollywoodiano - pretende realizar um longa-metragem, em cujo roteiro colaborei, trocando com ele mais de duas mil mensagens por e-mail, sobre os Mutantes onde prometeu incluir meu nome e o de minha obra nos créditos iniciais, junto com o seu próprio nome e do co-autor, Steven Kedrowsky. Nesse filme, aparecerá a cosmonave Altaré, da obra Géa, em desenho animado. Há várias mensagens de Jeff reproduzidas na página Opiniões sobre Géa e Geínha. Jeff já publicou um curta-metragem sobre os Mutantes, onde inseriu dados fornecidos por mim, nas condições desta página.

EDITOR NORTE-AMERICANO DE LIVROS IMPRESSOS

Che Elias - Editor norte-americano - Six Gallery Press - afirmou que queria publicar em papel impresso todos os meus livros; porém, somente se estivessem traduzidos para o inglês. Não aceitei traduzi-los, pois sou escritor; não, tradutor, e creio caber ao editor o trabalho de tradução. Os meus livros não foram, portanto, publicados por ele e sua editora. Como era assunto sigiloso, não lhe apresentei o livro de minha autoria, escrito em inglês, denominado We, Mutantes - e eu não quererei que lance este livro, pelos motivos expostos na página Tropicalismo; We, Mutantes; outros ismos e Géa.

CINEASTAS BRASILEIROS

Marcelo Machado - Cineasta - BOSSANOVAFILMS - produziu o "mov" que denomino de "CCDB, Arnaldo, Sérgio, Rita e Gil tocam juntos no palco" e se acha lançado neste mesmo site. Esse "mov" é um extrato do longa-metragem "Tropicália", também produzido pela BOSSANOVAFILMS, com pré-estréia ocorrida em 2012.

Ariene Ferreira - Cineasta - colaboradora de Marcelo Machado na BOSSANOVAFILMS, obras supracitadas.

Daniel Tendler - Cineasta e teatrólogo - LC Barreto Produções (companhia cinematográfica que produziu "Dona Flor e Seus Dois Maridos", entre outros filmes célebres) - há alguns anos, Daniel pretende fazer um longa-metragem pela LC Barreto sobre os Mutantes, mas não realizou a entrevista comigo porque não se enquadraria nas condições desta página. Em fevereiro de 2008 se dispôs a realizar um filme sobre a minha pessoa (apenas), a ser em breve considerado comigo.

Suely Valente e Fernanda Renesto Martins - RWR Comunicações Ltda - interessadas em incluírem matéria a meu respeito numa série sobre Rita Lee. Não autorizei, caso não seguissem as condições expostas nesta página. Informaram-me que publicaram tal matéria, respeitando-as, e aguardo cópia.

Andréa Kurachi - Jornalista, TV Cultura; Helena Tahira - Jornalista, TV Globo; Ana Cristina Lopes Nina - Jornalista, escritora, antropóloga e cineasta (que assina o roteiro e a direção) - pretendem fazer um documentário sobre os Mutantes e me solicitaram entrevista, que não concedi porque tal entrevista e seu possível resultado não seguiria as condições expostas nesta página.

Isabella Monteiro - Produção, Canal Brasil - fez um documentário curta-metragem sobre meu irmão Arnaldo e queria entrevistar-me para um longa-metragem, no mesmo tema. Não concedi entrevista porque não se adequaria às condições desta página e também por causa dos meus recentes motivos, expostos na página Tropicalismo; We, Mutantes; outros ismos e Géa.

Remier - Cineasta - pretende produzir um filme exclusivamente sobre minha obra. Não aceitei que me incluísse, fora das condições desta página, em filme sobre os Mutantes.

Rodrigo Simon - CBN - e Thiago - Cineastas, pretendiam fazer um filme sobre Mutantes e me incluir neste. Mais tarde, pretenderam produzir um filme somente sobre a minha pessoa; mas não se ajustaram às condições desta página.

Ana Claudia de Araujo, sócia e produtora na Fabulário Filmes, em dezembro de 2014 informou-me que desejava entrevistar-me para um projeto cinematográfico que intitulou provisoriamente de "A Guitarra de Ouro", porém não se ajustou às condições desta página.

Henric Moraes - Documentarista - além de vasto material em e-mails de diversos cineastas, a seguinte conversação, aspeada abaixo, que ele iniciou de forma PÚBLICA num seu comentário em minha página no Facebook exemplifica a minha atitude perante documentaristas e cineastas, embora esteja longíssimo de esgotar o assunto:

"Henric Moraes Sou seu fã... principalmente, pela genialidade que sempre o acompanhou... Desde a época de suas preciosas dicas nas revistas de eletrônica... sou documentarista e se for de sua vontade, talvez possamos fazer um audiovisual a respeito do você é você... valeu por um momento cultural...
Descurtir · Responder · 1 · 17 h


Cláudio César Dias Baptista
Cláudio César Dias Baptista Muito obrigado pela visita a esta página e o comentário, que me anima a prosseguir na luta, fruto do trabalho; não, do gênio. Quanto ao gênio, a "culpa" só será minha se eu houver programado os meus próprios genes na encarnação passada, hehehe... Quanto aos gênios, sofrem a incompreensão mais que os idiotas, porque aqueles sabem; e estes, não. Sobre entrevistas para documentários, por gentileza, leia o conteúdo desta página: (NOTA DE CCDB: AQUI SE ACHAVA O LINK QUE REMETE A ESTA PÁGINA QUE VOCÊ ESTÁ LENDO, AQUI EM MEU SITE) - de onde destaco (mesmo assim, por favor, leia-a): para documentários cinematográficos e tudo quanto se ligar a cinema, cobrarei cachê. Seja para documentários, seja para entrevistas, só concedo se o tema central não for a minha pessoa; sim, o meu trabalho de Escritor. Além de tema central, deve ter o máximo de tempo etaut (meu neologismo, em "Géa", para o famigerado "e/ou") texto e ênfase esse trabalho, o de Escritor, o da "encarnação presente", e muito menor destaque tudo quanto chamo de fruto da "encarnação passada", a do técnico, artesão, mutante, luthier e tal. Dentro do tema do Escritor, caberia citar as músicas e as animações de computação gráfica que venho criando, porque todas têm como base o livro "Géa". As músicas e as animações (e muito mais) você acessa por esta página: http://www.ccdb.gea.nom.br/links_para_as_paginas_mais... - Cabe notar: tenho recusado numerosas propostas de documentários sobre minha pessoa e reportagens (estas, concedo grátis, se não se destinarem ao cinema e sempre dentro das normas supracitadas - detalhes naquela página), porque os documentaristas e os jornalistas insistem em focalizar o que eles e o público já conhecem: meu trabalho da "encarnação passada". Convido-o, para se informar ainda melhor e entender o motivo desta posição, a ler "Géa" e os outros livros de minha autoria, que só se lêem on-line e tão-somente em CCDB Livros. Abraço forte e as melhores vibrações!
Curtir · Responder · 1 · 16 h


Cláudio César Dias Baptista
Cláudio César Dias Baptista Henric Moraes: o site internacional bilíngüe www.ccdblivros.com, de uma só página, contém o mínimo resumo da obra escrita. Esta página contém vídeos que mostram como se compra tempo de leitura e lê em CCDB Livros em qualquer país do mundo, com seis moedas a sua escolha: http://www.ccdb.gea.nom.br/demo_com_filme_da_compra_de...
Domínio CCDB Livros, CCDB Books Domain
ccdblivros.com|Por CCDB
Curtir · Responder · Remover visualização · 16 h
Henric Moraes
Henric Moraes De acordo. Vou dar uma pesquisada para que possamos em ver de fazer um documentário, possa ser um filme autoral, unindo documentário e ficção; vídeo - arte e animação (de acordo com.as suas perspectivas). Quanto ao cachê, tem idéia de valor??? No esquema é via crowdfunding...
Curtir · Responder · 10 h
Cláudio César Dias Baptista
Escreva uma resposta...

Cláudio César Dias Baptista
Cláudio César Dias Baptista Grato pela resposta, Henric Moraes. Para conversarmos sobre o valor a ser pago pelo cachê, por gentileza, dirija-se ao e-mail ccdbtelaria@gmail.com ou utilize o recurso de "mensagens" aqui no Facebook (preferível via e-mail, onde lhe darei outro endereço e-mail mais aprimorado). Também pode dirigir-se ao e-mail do site, que demorará mais porque tem verificação de pessoa física (trapper). Eu não participarei da produção, não redigirei textos nem investirei o meu tempo: este é dedicado inteiro ao que venho fazendo: a composição de músicas e animações, bem como a administração de CCDB Livros e o atendimento aos Leitores. Só tratarei diretamente com você, sem empresa ou seja qual for o intermediário. A responsabilidade será toda sua, inclusive quanto ao meio (crowdfunding ou o que for) de obter o dinheiro para me pagar o cachê e realizar o filme. Desde já adianto: não é maior do que o costumeiro para publicarem fotos de mulheres desnudas em revistas masculinas - uma arte contra a qual nada tenho e aqui refiro para simples comparação de valores. O que me for pago não terá devolução em hipótese alguma, seja ou não concluído e lançado o filme. A parcela que eu pagarei à Receita Federal (imposto de renda) deve ser acrescentada ao valor do cachê; ou seja: o valor que eu estipular será livre, completo. Não tenho, absolutamente! interesse em divulgar-me a imagem pessoal; sim, tão-só, a divulgação dos livros. Na septuagésima-segunda órbita derredor do Sol, com a centrífuga a me apontar o rumo do Além, mantenho-me com o único foco de divulgar os livros, porque o seu conteúdo é muito mais importante para o indivíduo e a sociedade que a minha pessoa; ele é perene; eu, efêmero. Abraço forte e as melhores vibrações!
Curtir · Responder · Agora mesmo

P.S.: o cachê seria pago à vista, adiantado: antes de qualquer depoimento meu e de qualquer tomada para o filme. E desde já adianto: não sairei de minha casa, não irei a lugar algum para ser filmado. Quanto menos a minha imagem pessoal aparecer, melhor; quanto mais se mostrar do conteúdo dos livros, melhor. Esse conteúdo tem um site inteiro, www.ccdb.gea.nom.br, afora a seção ativa e paga "CCDB Livros" onde se lêem os livros, como fonte de material suficiente para a concepção do filme, o que inclui as músicas de minha autoria que serão livres e gratuitas para inclusão no filme (não as de terceiros, também ali presentes, que para isso não me autorizaram); idem as animações de minha autoria em computação gráfica, todas livres para inserção no filme, cada qual no todo ou em partes, mas sem alterações no conteúdo e sem o fornecimento de caracteres de computação gráfica de minha criação para que os técnicos da empresa cinematográfica os utilizem em novas animações suas para o filme ou para divulgação. O uso desses caracteres para animações por terceiros pode ser negociado à parte do filme - e apenas um deles possui os característicos técnicos máximos e representa Ky, a Maior Bailarina do Universo, personagem de Géa. Este arquivo esclarece o que é cada personagem, inclusive Ky, de forma sucinta: http://www.ccdb.gea.nom.br/lista_geral_personagens_ccdb.pdf - O mesmo vale para as naves, arroladas aqui: http://www.ccdb.gea.nom.br/lista_geral_naves_obra_gea.pdf
Homepage CCDB - Géa, CCDB Livros, Cláudio César Dias Baptista
ccdb.gea.nom.br|Por CCDB
Curtir · Responder · Remover visualização · Agora mesmo

Cláudio César Dias Baptista
Cláudio César Dias Baptista Henric Moraes: Não existe fonte mais séria, honesta, completa nem mais nobre e duradoura para você basear o filme do que a leitura de "Géa" que teria de ser integral, sem faltar uma palavra sequer, ou "funcionaria ao contrário", porque a escrevi para filtrar Leitoras e Leitores sinceros. A leitura de ")que(" e mesmo de "Geínha" (que rotulo de "infanto-juvenil" mas tem conteúdo importantíssimo) seria abordagem perfeita. "CCDB - Gravação Profissional" complementaria a abordagem que eu espero de um cineasta dedicado, competente, perspicaz, bem-intencionado (o que inclui valorizar a nossa língua e, com isso, o nosso povo) e de visão com alcance e foco infinito, fractálico, do passado, pelo presente e ao porvir.
Curtir · Responder · Agora mesmo

Cláudio César Dias Baptista
Cláudio César Dias Baptista P.P.S (cachê) Henric Moraes: experiente de outras tentativas de documentários e filmes, informo: não aceito o pagamento do cachê como participação na possível bilheteria nem em qualquer resultado oriundo do filme. Deve ser feito antecipadamente, como informei acima e só assim.
Curtir · Responder · Agora mesmo

Henric Moraes não me respondeu mais e o seu nome não forma link aqui. Aproveito mesmo assim a oportunidade para complementar, de modo a que, nesta matéria que ele tornou pública, outros possíveis interessados (e os tem havido aos montes) em produzirem documentários etaut filmes sobre meu trabalho e pessoa fiquem informados, além do que já existe na página das Reportagens (link num dos comentários acima): filmes, documentários e que tais deverão ter um contrato assinado comigo, com firmas reconhecidas em cartório. O tempo de preparação do filme e a data de lançamento devem estar previstos no contrato; idem, todas as minhas exigências (acima e outras). IMPORTANTE: o filme só poderá ser lançado após a minha aprovação e terei direito de veto sobre partes ou o todo, sem que, em caso algum, eu tenha de devolver o cachê. As minhas exigências se devem ao DESGASTE que todas as matérias, em quaisquer mídias, produzem em minha pessoa e imagem, mesmo quando positivas. Quando malignas, como é o caso desta: http://www.ccdb.gea.nom.br/reportagem_de_bernardo_esteves_na_revista_piaui.html o desgaste é ainda maior e me empata o tempo, o trabalho e máxime a esperança nos jornalistas, cineastas e detentores da mídia no Brasil e noutros países também, porque foi o caso com um editor e um cineasta norte-americano. - CCDB"

Acrescento: quando a proposta é feita por EMPRESA CINEMATOGRÁFICA (e, não, pela pessoa física de um documentarista ou cineasta como é o caso de Henric Moraes) eu poderei ACEITAR O TRATO E O CONTRATO COM A EMPRESA, conforme os termos que me proponham. - CCDB 21-05-2016

ESCRITORES

Mário Pacheco - escritor - escreveu e publicou o livro "Balada do Louco" sobre meu irmão Arnaldo antes de me contatar; depois do que, publicou várias matérias excelentes sobre mim e minha obra em seu (extinto e muito saudoso) site "dopropriobolso". Há opinião sua na página Opiniões sobre Géa e Geínha.

Getúlio McCord - Radialista e escritor - inseriu vários dados sobre a minha pessoa, nas condições desta página, em seu livro sobre tropicalismo. Há opinião sua na página Opiniões sobre Géa e Geínha. E seu livro está apresentado aqui: CCDB no livro “Tropicália: Um Caldeirão Cultural - de Getúlio Mac Cord

Zé Oliboni - Escritor, contista - apresentado por Marcelo Soares (ver, acima), tem o site (www.popbaloes.com) onde divulga revistas em quadrinhos. Interessou-se sobremaneira na minha obra e vem procurando editoras para publicá-la, além de estar contatando o pessoal dos quadrinhos para uma possível publicação das minhas obras nessa mídia. Há reproduções de mensagens suas na página Opiniões sobre Géa e Geínha.

Aline Ridolfi - pretende escrever um livro sobre meu irmão Arnaldo. Apresentada por Mário Pacheco. Aguardo publicação do livro, onde incluirá algo sobre minha obra, se de acordo com as condições desta página.

Eduardo Ribeiro - publica matérias a meu respeito em seu site, mas do tempo em que trabalhei em áudio.

PROFESSORES UNIVERSITÁRIOS (cinema e matérias afins)

Professor Júlio Martins - UFES - deseja, desde há alguns anos, produzir documentário a meu respeito, porém, como informo nesta mesma página, quando se trata de cinema, só autorizo se me for pago um cachê, e o documentário aguarda que o Professor obtenha fundos para realizá-lo. - CCDB - 03-10-2013

Mauricio Dotto Martucci - Mestre em Cinema - sem saber da existência desta página e das condições por mim impostas para a realização de filmes sobre a minha pessoa, esse Mestre informou-me em Setembro de 2013, que gostaria de produzir documentário a meu respeito. Apresentei-lhe esta página e lhe contei que, para documentários e tudo quanto envolva cinema, cobro cachê; desde então, aguardo resposta. - CCDB - 03-10-2013

- CCDB - 29-12-2007
- CCDB - 05-04-2012
- CCDB - 17-05-2012
- CCDB - 03-10-2013
- CCDB - 16-08-2014

 


Por que utilizo os serviços do Google?